Campanha do Kilo

  • CAMPANHA DO KILO

    Campanha do Kilo

  • Você não pode Perder!!!!Cantata

    Convocação Minitério dos Homens

     

    SEMINÁRIO RESTAURA-ME 2013

    10 coisas ilegais que você faz na Internet.

     

    usando computador

     

     

    Todos nós realizamos algumas pequenas infrações no nosso dia a dia online. Embora atividades como assistir um filme via streaming naquele site de “procedência duvidosa”, ou realizar o download no Pirate Bay, possam parecer banais, muitas coisas são tecnicamente ilegais perante a justiça. Confira algumas práticas ilegais que você possivelmente anda fazendo na web.

     

    1. Grooveshark

     

    O popular serviço de streaming de música Grooveshark pode parecer inocente, mas já sofreu inúmeros desentendimentos nos tribunais. Ao longo dos anos, importantes gravadoras dos EUA, incluindo a EMI, Universal, Sony e Warner Music, processaram o Grooveshark por violação de direitos autorais e pagamentos de royalties. Apesar de boa parte dos problemas judiciais com as gravadoras terem sido resolvidos, muitas das faixas disponíveis no Grooveshark ainda são transmitidas ilegalmente.

     

    2. Fazer gifs e memes

     

    Apesar de ser uma prática absolutamente comum, esse tipo de “manifestação criativa” geralmente usa material protegido por direitos autorais sem permissão. Mas a cópia de material com direitos autorais é ilegal quando acontece direto da fonte, ou seja, da versão original da imagem. No entanto, é praticamente impossível processar o autor de gifs devido à ampla distribuição do material em sites como Tumblr, por exemplo, e a dificuldade de descobrir a origem real de uma imagem na Internet.

     

    3. Baixar arquivos e utilizá-los sem permissão

     

    Esse item é óbvio, mas é preciso dizer que baixar arquivos JPG, PNG, PDF ou qualquer outro tipo que você acha em uma simples busca no Google é ilegal. Enquanto você está apenas olhando para eles online, tudo bem, mas a partir do momento que você baixar a imagem pesquisada, será possível distribuí-la da maneira que você quiser, e isso é ilegal. A exceção para essa regra se dá se o proprietário do arquivo original te der permissão para baixá-lo ou se eles forem licenciados em Creative Commons.

     

    4. Trabalhar remotamente em outro país

     

    Graças à maravilhosa Internet, trabalhar remotamente enquanto visita outro país pode ser tão simples quanto verificar um e-mail. O problema é que em alguns países é ilegal trabalhar dentro de seus limites, mas ser pago por outro. Por exemplo, um cidadão brasileiro trabalhando remotamente para uma empresa brasileira no Reino Unido enquanto está de férias e sem um visto de trabalho pode ser um ato ilegal. Isso porque a empresa recolhe seus impostos no Brasil, e não no Reino Unido.

     

    5. Compartilhar Wi-Fi com o vizinho

     

    A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) diz que quando um assinante monta uma rede Wi-Fi, ela não pode exceder o perímetro de sua residência. Meio sem sentido, mas é assim! Isso quer dizer que instalar um roteador e passar a senha para o vizinho, mesmo que seja seu amigo, é considerado ilegal. A fiscalização da Anatel para esse tipo de infração só ocorre mediante denúncia.

     

    6. Bloqueadores de anúncios

     

    Embora sejam irritantes, os anúncios em banners e pop-ups espalhados pela web são pagos para serem exibidos. Sim, ainda tem empresa que paga para incomodar o usuário com pop-up. Ignorar esses anúncios pode ser equivalente a “não pagar a tarifa para visualizar o conteúdo em questão” e, em alguns casos, bloquear anúncios em seu navegador pode ser ilegal, de acordo com o Mashable. Alguns sites podem perder bilhões de dólares a cada ano devido ao fato de os visitantes não verem as mensagens de seus anunciantes.

     

    7. Ignorar paywalls

     

    Outra maneira de dar prejuízo para as empresas é ignorar os paywalls (muros de pagamento) – uma espécie de barreira que solicita pagamento para acessar determinados conteúdos pela internet, de jornais e revistas. Ignorá-los é outra maneira de obter um conteúdo que você deveria pagar para ler sem realmente colocar a mão no bolso.

    No Brasil, o primeiro jornal a adotar o sistema foi a Folha de S.Paulo, há pouco mais de um ano. No modelo escolhido pela Folha, o internauta pode ler até 20 textos gratuitamente por mês, sendo que após o décimo clique ele é convidado a fazer um cadastro simples, mas muitos acabam ignorando esse processo.

     

    8. Configurar VPN para identificar outro IP

     

    Alguns usuários não se contentam com o conteúdo oferecido pelo Netflix no Brasil e mudam seu endereço de IP para parecer que ele está nos Estados Unidos e, dessa forma, ter acesso ao conteúdo internacional do serviço de streaming. Mas vale lembrar que isso é tecnicamente ilegal.

     

    9. Criar conta fake no Twitter

     

    Você não tem permissão para operar contas no Twitter que levem o nome de outra pessoa sem que ela seja claramente rotulada como sendo “fake”. De acordo com os termos e condições da rede de 140 caracteres, o Twitter não permite que seus usuários representem outras pessoas. Por exemplo, o premiado perfil “Dilma Bolada” deixa bem claro na sua bio: “Sou uma sátira”, para cumprir as regras da rede social e se identificar como uma paródia.

     

    10. Compartilhar senhas de serviços online

     

    O Netflix, por exemplo, não considera ilegal compartilhar a senha de sua conta com outras pessoas, mas o serviço alerta que “ao compartilhar a senha do serviço Netflix, o proprietário da conta concorda em fazer o possível para garantir que os outros moradores da casa cumpram os termos de uso, e será responsabilizado pelas ações desses usuários”.

     

    Matéria do Canal Tech: http://canaltech.com.br/noticia/internet/10-coisas-ilegais-que-voce-faz-na-Internet/#ixzz2dDPWOxwT
    Por Jaime Ozório.

     

    Solicitações de publicações, favor enviar para: pibavih@gmail.com

    Provérbios
    13.3   O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína.

     

     

    As redes sociais, como sabemos, estão cada dia mais velozes e com mais adeptos espalhados por todo o mundo, assim, o perfil de um usuário pode ser acessado por qualquer indivíduo em qualquer parte do mundo

    As redes sociais, como sabemos, estão cada dia mais velozes e com mais adeptos espalhados por todo o mundo, assim, o perfil de um usuário pode ser acessado por qualquer indivíduo em qualquer parte do mundo.

    Para tanto, se você é daqueles que adora compartilhar tudo que passa na sua vida nas redes sociais, saiba que nem todas as informações podem surtir a seu favor, bem ao contrário, muitas delas podem até causar incômodos.

     

    Confira abaixo 10 dicas do que nunca poderíamos expor nas redes sociais:

     

    • 1 – Data de aniversário: Todos nós gostamos de sermos lembrados no nosso aniversário, não é verdade?  Para tanto, as datas expostas nas redes sociais são consideradas um prato cheio para os chamados “ladrões de identidade”, já que essa é uma das principais informações referente a você.

     

    • 2 – Status do relacionamento: Fornecer qualquer tipo de informação pessoal não é legal. Caso alguém tenha interesse na sua vida, essa mudança de status poderá ocasionar problemas. Por exemplo, se você sempre teve o status “casada” e um belo dia alterar para “solteira”, algum especulador irá deduzir que você costuma ficar sozinha em casa, o que, nos diais atuais acaba sendo perigoso.

     

    • 3 – Indicar a sua localização: Quando as pessoas viajam ou mesmo vão para algum lugar que julgam interessante, a primeira coisa é compartilhar a sua localização ou mesmo, postar fotos do local onde está, pois bem, essa informação é valiosa, por exemplo, para alguém que esteja de olho na sua casa, saberá que ela está vazia.

     

    • 4 – Jamais compartilhar que está sozinho em casa: Algumas pessoas não conseguem dar um passo sem antes notificar em alguma rede social. Algumas comentam até com quem estão acompanhas e mais, se estão sozinhas. O ideal não é comunicar nas redes sociais que está sozinho ou mesmo que ficará sozinho em algum momento, pessoas de má índole podem se aproveitar desse fato para ter acesso mais fácil a sua casa.

     

    • 5 – Evite expor a imagem e nome de seus filhos: Sabemos que os orgulhosos pais adoram encher as redes sociais com inúmeras fotos de crianças, o que não sabem é o risco que estão correndo. Colocar o nome completo de crianças nas redes sociais é um perigo, como também, postar certas imagens dos pequenos. Então, como não sabemos quem está vendo, quem está copiando as imagens, melhor mesmo é não expor as crianças. Muitos pedófilos acabam encontrando fotos de crianças e repassando para sites de conteúdo impróprio, assim, o  melhor mesmo é  guardar as fotos dos anjinhos para você e seus amigos ou, no máximo, compartilhar apenas para os amigos mais chegados.

     

    • 6 – Conversas pessoais: As redes sociais servem para debater ideias, trocar informações, entre outras ações, porém, cuidado para não esquecer que está em uma mídia social e transforma-lá em um bate-papo repleta de conversas de cunho pessoal.

     

    • 7 – Inserir informações da empresa em que trabalha: Não é interessante postar comentários sobre a rotina de trabalho dentro de uma empresa. Muitas, inclusive, acabaram bloqueando o acesso as redes sociais para evitar que certos conteúdos acabem sendo expostos. Caso seja seu casso, prefira usar mesmo o tradicional e-mail para trocar informações.

     

    • 8 – Não compartilhe imagens ou mesmo conteúdos que estejam denigrindo alguma pessoa:  Sabemos que temos o direito de nos expressar, para tanto, mesmo que você concorde com determinado assunto, tenha o cuidado de se manifestar sobre ele, não use palavras de baixo calão, tampouco acuse alguma pessoa sem provas. Você poderá ser acionado judicialmente sobre isso e responder processo por difamação e calúnia, então, cuidado com os comentários, tudo que é dito, na internet ou não, precisa ser provado.

     

    • 9 – Atenção com as imagens postadas: As pessoas costumam postar fotos que consideram engraçadas nas redes sociais, dançando, bêbadas, em situações estranhas, etc. Pois bem, estas mesmas fotos podem acabar caindo nas mãos de seu chefe, de seus alunos, de seus colegas de trabalho ou mesmo de outras pessoas do seu convívio e não acabarem não sendo  bem interpretadas. Lembre-se, uma boa reputação conta muito no meio empregatistico.

     

    • 10 – Quanto menos expor detalhes da vida melhor: É muito bom dividir algum resultado positivo da nossa vida. No entanto, reserve aqueles mais íntimos somente para os amigos mais chegados e, de preferência, bem longe das redes sociais. Assim, não espalhe que teve um aumento de salário, uma nova promoção, que o namorado ou namorada lhe presentou com um maravilhoso e caro presente ou até mesmo toda a felicidade que está vivendo. Estas informações, além de gerar a cobiça de terceiros, poderá ser usada para que seu nome ou sua imagem possa ser aplicado em algum golpe. Então, fica a dica, quanto menos informações postadas, melhor para a sua privacidade!

     

     

    Extraído da internet

    Por Jaime Ozório

     

    Solicitação de publicação, favor enviar para pibavih@gmail.com

    Arena PIBAVIH

    Arena Dia 31

    Teste a velocidade de sua internet! Aqui no site da PIBAVIH

    Nova Ferramenta

     

    FOI ADICIONADO NO SITE DA PIBAVIH (http://pibavih.wordpress.com/), UMA NOVA FERRAMENTA PARA MEDIR A VELOCIDADE DA SUA INTERNET.

    VERIFIQUE SE A SUA OPERADORA ESTA LHE FORNECENDO A VELOCIDADE CONTRATADA.

    NÃO DEIXE DE CONFERIR:

    http://pibavih.wordpress.com

    lOUVOR E ADORAÇÃO

    Seguir

    Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

    Junte-se a 211 outros seguidores

    %d blogueiros gostam disto: